Intro

A indústria de petróleo e gás é caracterizada pela exploração de petróleo e gás natural em ambientes extremamente hostis e que geram constantes riscos às pessoas, ao ambiente e também a integridade da planta. Operações offshore são caracterizadas pela sua alta complexidade, muitos processos ocorrendo simultaneamente em dezenas de milhares de ativos pesados. Neste cenário a gestão de segurança operacional tem como objetivo desenvolver procedimentos internos com intuito de evitar acidentes e municiar decisões assertivas aos tomadores de decisão.

 

O que é segurança Operacional?

Como mencionado anteriormente, a gestão operacional trata-se em desenvolver sistemas de gestão de segurança, eficentes e eficazes para que a operação mantenha seu funcionamento com índices de performance adequados, controle sobre os riscos operacionais e clareza nos motivos que levam aos mecanismos de falha.

A segurança operacional é um mecanismo que tem suporte legal que direciona como esses objetivos devem ser traçados e executados dentro do processo.

A ineficiencia de uma gestão de segurança operacional tem como resultado indices de incidentes, cujo danos podem ser irreparáveis, além de impactos negativos no campo economio e social.

Como é a estrutura de um sistema de segurança operacional?

A estrutura desses sistemas é composta por:

Plano de segurança operacional:

Mapeamento e decisão sobre as abordagens necessárias para mitigações de riscos expostos à operação.

Gestão de riscos:

Sistemas responsáveis pela gestão dos elementos críticos na operação, suas possíveis falhas, componentes adjacentes com possibilidade de envolvimento em possíveis acidentes. Além disso também é a partir de uma gestão de risco eficiente em que são traçados planos corretivos.

Práticas de trabalho seguro:

Dada a avaliação dos riscos presentes na operação, são submetidas práticas de trabalho visando a segurança e o controle de matrizes de riscos presentes na operação por parte de operadores em suas rotinas de trabalho

Sistemas de manutenção:

Os sistemas de manutenção são responsáveis pelo monitoramento e avaliação dos sistemas operantes na planta. Ao idenficar desvios, os sistemas de manutenção devem executar ações corretivas em prol da garantia de integridade dos equipamentos

Gestão de incidentes:

Em caso de incidentes, a gestão deve registrar os acontecimentos de modo que investigações possam ser conduzidas a fim de identificar os motivos de causa dos incidentes

Embora a gestão de segurança seja um procedimento complexo, esses são apenas alguns dos parametros principais que o tornam eficaz. Vale ressaltar que os pontos destacados acima são os mais importantes e comuns a maioria dos processos industriais. Entretanto, é possível que os pontos mudem de acordo com o contexto específico de cada industrias.

Quais são os desafios que envolvem essa disciplina

Como podemos identificar, a gestão de segurança operacional em plantas offshore é um elemento de fundamental importância, e que pode ser o fator determinante entre o acontecimento ou prevenção de uma catástrofe.

Apesar de sua função determinande no processo operacional, alguns desafios são encontrados na execução dos planos de segurança operacional. Plantas offshore são conhecidas por operarem em ambientes extremamente hostis e isolados, tornando seu acesso díficil e também muito custoso.

 

close-up-of-worker-at-oil-refinery

Além disso, outro desafio diz respeito as características que envolvem o processo de Óleo e Gás. Além de estarem situados em bacias isoladas no oceano, o processo é caracterizado por explorar poços que envolvem elementos altamente inflamáveis em alta pressão sobre estruturas expostas a processos corrosivos agressivos.

Ademais plantas offshore possuem estruturas compostas por dezenas de milhares de ativos que se relacionam e estão suscetíveis a falhas em efeitos cascata.

Estes desafios são gerenciados de forma manual por operadores em campo em jornadas de análise de risco e avaliação de intervenção. Entretanto, o desenvolvimento de tecnologias voltadas a este importante aspecto operacional da industria de óleo e gás tem gerado perspectivas novas de otimização

Digitalização da gestão de operacional

É inegável a contribuição da industria de óleo e gás para o desenvolvimento economico, desenvolvimento que se reflete no quesito de pesquisa e inovação para a indústria.

Nesse cenário a industria tem implementado tecnologias digitais com o objetivo de gerar maior eficiencia e precisão no processo de segurança operacional. As vantagens se refletem em melhores índices de segurança, menores custos, maior controle sobre as muitas variáveis que envolvem o processo produtivo, além de menor tempo de execução de atividades que englobam a segurança operacional.

 

gas-tap-with-pipeline-system-at-natural-gas-station

Segundo dados da Predence reports, o mercado sobre softwares e serviços envolvendo à gestão operacional está avaliado em US$ 6,2 bilhões em 2021 e deverá atingir US$ 11,87 bilhões até 2030, crescendo com uma CAGR de 7,5% durante o período previsto de 2021 a 2030.

Estes dados demonstram o valor que a digitalização deste importante gerenciamento tem gerado ao longo dos últimos anos e suas perspectivas de crescimento

Conclusão

Através da implementação dos procedimentos de segurança operacional, as industrias de óleo e gás tem acesso aos subsidios necessários para implementação de um sistema de gestão abrangente, com objetivo de evitar riscos para seus funcionários, ambiente e a própria estrutura operacional. Ter um sistema organizado e bem estruturado é fator fundamental para limitar riscos para as pessoas, plantas e ativos.

Apesar da gestão ja ser bem difundida e regulamentada por lei, sistemas digitais provenientes da Industria 4.0 se mostram bastante eficazes em gerar otimizações, reduzir custos e tempo, além de proporcionar monitoramento adequado a uma estrutura complexa composta de milhares de ativos.

 

All you need to know about Digital Twins to prepare for 2023All you need to know about Digital Twins to prepare for 2023