vidya technology blog
vidya technology blog

October 26, 2021

Como a contextualização de dados auxilia a gestão de ativos

By Andre Andrade

Mature architect using digital tablet at construcion site

A gestão de ativos reúne algumas boas práticas que devem ser utilizadas por organizações com o intuito de otimizar seus processos e controle com a finalidade de alcançar um resultado e performance desejável, garantindo a segurança dos operadores e a integração entre as diferentes disciplinas industriais.

 

A partir dos conceitos revolucionários da indústria 4.0 e a aplicação de tecnologia em meio aos processos produtivos, a gestão de ativos tem sido impulsionada por tecnologias capazes de extrair, processar e armazenar quantidades gigantescas de dados.

 

 

Uma indústria comum pode superar facilmente o número de 500.000 ativos, que devem ser monitorados para que haja a garantia de performance e integridade desejadas, evitando-se assim riscos aos operadores e equipamentos.

 

Detail of a Chemical plant vertical

 

Conforme as muitas tecnologias proeminentes da indústria 4.0 começaram a ganhar destaque em meio às indústrias a tarefa de gerenciar os muitos ativos passou a ser realizada de maneira automatizada.

 

Ao longo dos anos muitos dados começaram a ser gerados através de dispositivos IoT, Inteligência Artificial, e processados através de técnicas de Big Data.

 

Entretanto, são muitos os dados extraídos de uma operação industrial, dados que necessitam de contextualização para que de fato possam ser utilizados de maneira a se extrair conhecimento de valor para tomadas de decisões estratégicas.

 

Digital Twin e a contextualização de dados

 

O digital twin é uma das importantes ferramentas advindas da indústria 4.0, sua importância em meio aos mais variados processos e operações industriais tem crescido ao longo dos últimos anos, gerando o interesse sobre essa ferramenta por parte de muitos gestores do setor.

 

O digital twin consiste em um fluxo contínuo de dados entre ativo real e sua réplica digital. Essa tecnologia pode ser facilmente confundida com um modelo 3D que replica seu gêmeo real. Entretanto o Digital Twin se destaca em meio a essa confusão justamente pelo seu fluxo contínuo de informações.

 

O gêmeo digital é capaz de criar um fluxo de dados entre diversos elementos e contextualizar esses dados. Dessa forma, as muitas informações adquiridas em meio ao processo industrial são agrupadas e processadas de forma que façam sentido para os tomadores de decisão.

 

Offshore Digital Twin Vidya

 

Ter um digital twin autêntico em uma operação industrial pode ser o caminho mais eficaz para uma verdadeira estratégia de gestão e controle de ativos. A tecnologia contextualiza os dados, e os disponibiliza para análise em dashboards, nos quais é possível prever custos de manutenção, criar alertas personalizados de acordo com as necessidades da operação e realizar inspeções visuais através de capturas de campo.

 

 

A automatização gerada pela tecnologia digital twin no quesito gestão de ativos tem atraído a atenção de diversas indústrias do setor, sendo o digital twin elencado pela Gartner recentemente como top 10 trends tecnológicas do setor industrial.

 

Vivemos em uma era de dados onde a questão de inovação não é mais sobre quem tem mais dados e tecnologias em sua operação, mas sim quais são as indústrias que conseguem gerar maior valor, otimização e controle através desses dados gerados.

 

 

Industry plant at sundownA contextualização de dados é uma necessidade da indústria
structural-detail-in-steel-with-joints-betweenEntenda o que é Integridade estrutural e como pode ser evitada
Go to Top